Pular para o conteúdo principal

Partituras armoriais disponibilizadas para download pela Cepe






Semana passada, dia 17, o Conservatório Pernambucano de Música e a Cepe - Cia. Editora de Pernambuco (a imprensa oficial do Estado) lançaram o livro de partituras da Orquestra Armorial de Câmara.

Dividido em três volumes e compilando as partituras de todas as músicas gravadas pela orquestra nos anos 1970 (cinco LPs oficiais mais um oficioso) e 1990 (dois CDs), o livro teve uma equipe de editoração coordenada pelo prof. Sérgio Barza, autor do outro livro lançado na ocasião, acerca da atuação do Conservatório ao longo de seus 85 anos de história.

A novidade é que boa parte das partituras que integram o projeto estão disponíveis para download no site da Cepe (grades mais partes cavadas). Além da importância histórica dessa iniciativa, existe também a preocupação de que a música armorial volte a ser tocada, ouvida e pesquisada em larga escala pelas novas gerações.

Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução apenas parcial do texto, salvo outra sob acerto prévio, citando-se a fonte e o link de origem em qualquer em qualquer circunstância.

Comentários

  1. Que joia, muito grato! parabéns pela generosíssima atitude de nos trazer material tão belo e relevante. Felicidades.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Carlos
    Tenho feito vários comentários no site PQP Bach sobre o Quinteto Armorial e a minha obra. Todas as mensagens retornam deletc span.
    Como poderia manter contato com o pessoal do PQP Bach¿
    Abraco
    Atenciosamente
    Antonio Madureira

    ResponderExcluir
  3. Trabalho incrível e imprescindível! Parabéns! E muito obrigado!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Recife Antigo, op. 20

Recife Antigo, op. 20, para conjunto de percussão e orquestra de câmara, é minha obra mais ousada até aqui - não só no aparato instrumental, mas também na estruturação. Sob certa medida, quero dizer, sob um olhar mais superficial, seria possível dizer que Recife Antigo se trata de uma miniópera contemporânea, sem o requisito de cantores líricos ou coral. No entanto, rejeito essa classificação. O desenrolar da narrativa, muito mais do que da ópera, deve sua fluidez ao conceito da música-teatro dos anos 1960, no qual o argumento conduz diretamente os atos musicais, sem necessidade de partitura, com a diferença, aqui, de que a esquematização mostrada nas imagens abaixo (no que eu chamo de grade-mestra) é preenchida por subgrades e sub-roteiros a cargo do maestro e dos instrumentistas pertinentes. Outros elementos conceituais da música de vanguarda presentes, pode-se notar, são o semi-aleatorismo, o texturalismo e o happening, além de minha própria contribuição em trabalhar a narrativa em…

Nova casa: Orquestra Criança Cidadã

Como alguns já devem saber, agora estou ao lado de uma grande orquestra, fruto de um grande projeto musical, nascido no Recife, que literalmente vi nascer: a Orquestra Criança Cidadã, ainda conhecida pelo nome de batismo de Orquestra dos Meninos do Coque.

Após passar pelo processo seletivo aberto pela OCC, assumi a assessoria de comunicação e imprensa da OCC no último dia 10 com o desafio de potencializar a projeção de imagem dos "Meninos do Coque" no ano em que completam uma década de existência.

Por isso, a expectativa é de muito trabalho e muita responsabilidade, mas as atuais integrantes da equipe são bem participativas: Devanise Mendes (assistente de comunicação na sede), Tamíz Freitas (assistente de comunicação do Núcleo Ipojuca) e Aline (assistente de design).

A primeira mobilização acontecerá em breve: o lançamento do DVD da OCC com a violinista japonesa Yoko Kubo, gravado em Roma, em novembro de 2015. O álbum, com os concertos para violino de Bach (BWV 1041 a 1043)…

Audições Brasileiras #11 recebe Harry Crowl

Confira nesta quarta-feira ao meio dia o bate-papo com o compositor, professor e musicólogo Harry Crowl, que nos anos 1980 coordenou a equipe responsável pela segunda gravação mundial do Te Deum do pernambucano Luís Álvares Pinto (1719-1789). Na conversa que tivemos para a décima primeira edição do podcast Audições Brasileiras, Harry (vide SoundCloud) fala desse trabalho, conta um pouco sobre a primeira Conferência sobre Música Acadêmica Brasileira na Rússia e relembra a importância musical de Gilberto Mendes (1922-2016), compositor referencial da vanguarda brasileira falecido há pouco mais de um mês.

Vamos escutar ao longo do programa três peças orquestrais de Harry: Antipodae brasilienses, em dois movimentos, interpretada pela Orquestra Sinfônica do Paraná, sob direção de Ernani Aguiar; De fluminibus, para cordas, com a Orquestra de Câmara da Rádio Romena e condução de Cristian Brancusi; e Enquanto uma grande cidade dorme, com a Orquestra Filarmônica Estatal do Cazaquistão e a Acad…