terça-feira, 29 de setembro de 2015

Podcast Audições Brasileiras recebe Mateus Alves


Nesta quarta, às 11h45, vai ao ar a terceira edição do podcast Audições Brasileiras, com a participação de Mateus Alves, no portal do Cafe Colombo - O seu programa de livros e ideias. O programa será dedicado na íntegra à conversa com o compositor recifense, que vai falar especialmente sobre suas trilhas sonoras para cinema, como Brasil S/A, Em trânsito e Rodolfo Mesquita e as monstruosas máscaras de torturas e felicidades. Até lá.

Nesta quarta, no Conservatório Pernambucano de Música


quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Estreia mundial do Noturno de consagração, op. 19

Gabriel Fernandes. Foto: Thiago Gouveia/Divulgação.
Nesta quarta o pianista Gabriel Fernandes irá realizar um recital com entrada franca no Auditório Onofre Lopes, da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Na ocasião ele estreará meu Noturno de consagração, op. 19, além de tocar outras duas partituras de membros (ele próprio e Iuri Gama) do ReForma Sonata, um coletivo musical com seis integrantes que iremos estrear em breve aqui no Recife. Confiram o programa:


  1. Prelúdio e Fuga IX BWV 854 - J. S. Bach
  2. Prelúdio Op. 28 No. 15 “Gota d’Água” - F. Chopin
  3. Prelúdio Op. 11 No. 15 - A. Scriabin
  4. Estudo Op. 10 No. 12 “Revolucionário” - F. Chopin
  5. Estudo Op. 25 No. 12 “Oceano” - F. Chopin
  6. Nordestinha - Iuri Gama I. Dança
  7. Noturno de consagração - Carlos Eduardo Amaral
  8. Nordestinada - Gabriel Fernandes
  9. Duas Lendas - F. Liszt - I. S. Francisco de Assis e a pregação aos passarinhos II. S. Francisco de Paula caminhando sobre as ondas
  10. Toccata No. 2 Op. 102 - M. Nobre

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Mais tarde, às 14:45


Nesta quarta, às 14h45, vai ao ar a segunda edição do podcast Audições Brasileiras, com a presença do compositor e produtor carioca Sergio Roberto de Oliveira, no portal do Café Colombo - O seu programa de livros e ideias. O programa também terá a indicação do livro Sobre poética e forma em Villa-Lobos, de Guilherme Bernstein, e do recital de Gabriel Fernandes hoje no Conservatório Pernambucano de Música, além de duas obras consagradas no filme Fantasia, da Disney: O aprendiz de feiticeiro, de Paulo Dukas, e Uma noite no Monte Calvo, de Modest Mussorgsky.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Uma experiência bissexta na crítica literária


Uma única vez deixei a crítica musical de lado e me aventurei a escrever acerca de um livro, em vez de uma obra sonora. Foi sobre Um tigre para Malgudi, do indiano R.K. Narayan, o primeiro romance (não fábula ou sátira) que eu li cujo protagonista era um animal. O texto saiu no site da revista Continente em 2012 e continua lá para quem quiser conferir. Abaixo, deixo algumas citações marcantes da narrativa para vocês sentirem a profundidade por onde ela passa.

"O olho é o começo de todo mal ou injúria. O olhar alcança longe e seleciona objetos de modo indiscriminado, a mente o acompanha e todo o restante do corpo é condicionado pela mente. Assim tem início um encadeamento de ações que podem conduzir a encrencas e complicações ou, na melhor das hipóteses, à simples perda de tempo. Portanto, não olhe para nada que não seja o caminho". 

"Você talvez não compreenda o conceito [de Deus]. Mas deixe que penetre em sua mente e soe nos seus ouvidos e então, mais adiante, você me dirá como se sente".

"Dizemos que Deus fez o homem à sua imagem imagem e semelhança, portanto é também verdade que o homem cria Deus conforme a própria imagem. As duas coisas podem ser verdadeiras. Assim, você tem toda a razão em pensar o seu Deus na forma de um supertigre. Também pode ser verdade. O que não devemos esquecer é que Deus é tudo aquilo que imaginamos e muito mais".

"Não deseje o inalcancável. O importante é ser realizado, iluminado. Tudo tem seu tempo. Não está ao nosso alcance compreender os desígnios de Deus. Cada crescimento segue seu próprio curso. Se você focalizar mais nas suas realizações do que nas suas falhas, você será mais feliz".

"Meu Mestre nunca me ensinou como distinguir uma pessoa de outra. Aos meus olhos, todos os humanos parecem iguais e meu Mestre confirmou-me que esta é a visão correta".

Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução apenas parcial, salvo outra sob acerto prévio, citando-se a fonte e o link de origem em qualquer em qualquer circunstância.