segunda-feira, 31 de agosto de 2015

ABM abre edital para cadeira nº 07

Foto: Reprodução, via Google Imagens.

ACADEMIA BRASILEIRA DE MÚSICA

EDITAL

Pelo presente EDITAL, a Academia Brasileira de Música declara vaga a cadeira nº 07 de seu quadro de integrantes, tendo em vista o falecimento de sua ocupante Mercedes Reis Pequeno. O preenchimento dessa vaga, que tem como patrono Francisco Manuel da Silva e como fundador Martin Braunwieser, será feito mediante inscrição dos candidatos, através de carta de inscrição, currículo e material de informação sobre sua carreira a serem remetidos até o dia 27 de outubro de 2015 à Academia Brasileira de Música, Rua da Lapa, 120/12o andar, CEP 20021-180, Rio de Janeiro, RJ. Tel./Fax (21) 2292-5845 / 2221-0277.


Rio de Janeiro, 27 de agosto de 2015.

A DIRETORIA

MinC convida empresários do Nordeste a investir na cultura local


[Clique na imagem para abrir o link com a notícia]

Indicações de CDs, livros, DVDs e eventos


Nesta quarta vai ao ar a primeira edição do podcast Audições Brasileiras, com a presença de Paulo Arruda, no portal do Café Colombo - O seu programa de livros e ideias. Quem estiver lançando CD, DVD ou livro, ou organizando evento, é só entrar em contato pelo e-mail audicoes@gmail.com pois, a cada quinze dias, o podcast terá um espaço exclusivo para isso. É sempre um prazer contribuir para a difusão da música clássica brasileira.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Humor - Encontrado no Facebook


Não morreu milionário porque só inventaram o caminhão e o botijão após sua morte.

De viola e rabeca, primeira gravação


Eis que um blog russo (ou eslavo) sobre discos raros de música popular brasileira postou recentemente um disco produzido por Guerra-Peixe com arranjos de música folclórica há quase 60 anos. Nesse disco está a primeira gravação de seu hit De viola e rabeca*, que conhecemos hoje sob o título de Mourão e na versão autorizada e consagrada feita por Clóvis Pereira.

Mesmo assim, não se trata da versão original, de 1951, inteiramente instrumental, pois essa possui letra feita pelo próprio Guerra (vide arquivo em Word junto com os áudios) e foi cantada pelo cearense Catulo Rocha - não confundir com o célebre maranhense Catulo da Paixão Cearense, falecido em 1946. Agradecido a dica a Sérgio Barza, que me mandou o link para download.

* E não De viola e de rabeca, como eu subscrevia o título por assim divulgá-lo Cussy de Almeida.

***

Atualização: decidi colocar a letra abaixo. (O que deu para entender. Aceito correções).

Companheiro, está na hora
De começar a cantar
E o povo chegou agora
E tem direito de escutar
Leva aí sua munheca
Pra fazer o baionado
De viola e rabeca

Jamais fico aborrecido
Pois não me falta ideia
Sou um cabra bem discernido
E entendo qualquer plateia
Minha garganta não seca
Quando é acompanhada
De viola e rabeca

Companheiro, já é hora
De parar a cantoria
Vamos logo dando o fora
Cantar noutra freguesia
Aqui não se ganha "neca"
Ninguém quer saber de nós
De viola e rabeca

Digo como o povo diz
Vou logo fazer a pista
Passe bem, seja feliz
Minha gente, até a vista
Não me tome por sapeca
Se saio daqui pra ali
De viola e rabeca

Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução apenas parcial, salvo outra sob acerto prévio, citando-se a fonte e o link de origem em qualquer em qualquer circunstância.

Projeto Quartas Musicais, do Conservatório Pernambucano de Música


domingo, 23 de agosto de 2015

Podcast Virtuosi 2010


Em breve irei reformular meu SoundCloud em função de minhas atividades bissextas como compositor. Ao dar uma passada pelo meu perfil hoje, encontrei os podcasts que preparei para o Virtuosi 2010, Recomendo dar uma ouvida logo porque será tudo deletado. Em tempo, a captação do Audições Brasileiras será feita com gravadores melhores.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Podcast Audições Brasileiras no portal do Café Colombo



Estreia dia 02 de setembro, tendo como convidado o compositor recifense Paulo Arruda, o CD do Duo Barrenechea e uma obra especial de Heitor Villa-Lobos. Entre os entrevistados dos programas seguintes estão os compositores Sergio Roberto de Oliveira e Mateus Alves.

Concertos do CPM no Teatro de Santa Isabel


Um já foi hoje. O de amanhã também será especial.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Filmes e artistas selecionados para o Mimo 2015


A produção do festival divulgou hoje os selecionados do Prêmio Mimo Instrumental e do Festival Mimo de Cinema (que incluiu o documentário Sete Corações, idealizado por Maestro Spok). Confira todos os contemplados.

Programa Audições Brasileiras de volta, como podcast no Café Colombo


Nesta quarta, às 20h30, com entrada franca. Todos convidados (clique para saber dos detalhes). Dia 02 de setembro estrearei como um dos novos colunistas do site do programa, com o podcast quinzenal Audições Brasileiras, exclusivamente sobre música clássica. O primeiro entrevistado será anunciado semana que vem.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

CPM 85 Anos - Recital com o violoncelista francês Romain Garioud no próximo domingo


Águas Belas, op. 17b

Foto: Reprodução.
Conforme anunciei semestre passado, eu havia começado a trabalhar na versão orquestral de Águas Belas; concluí a primeira revisão da partitura - que ganhou alguns ritornelli e compassos extra - exatamente hoje. Ela será dedicada e presenteada ao maestro Isaac Karabtchevsky em razão de seus 80 anos de idade, comemorados no finalzinho de 2014, e de seu trabalho incessante pela música sinfônica brasileira.

A orquestração de Águas Belas é a seguinte: flautim, 2 flautas, 2 oboés, corne inglês, 2 clarinetas em si bemol, sax tenor, 2 fagotes; 5 trompas, 3 trompetes em si bemol, 3 trombones tenores, trombone baixo, tuba; tímpanos, caixa, atabaques, bombo, gongo, triângulo, chicote, xilofone; piano, violinos, violas, violoncelos e contrabaixos.

Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução apenas parcial, salvo outra sob acerto prévio, citando-se a fonte e o link de origem em qualquer em qualquer circunstância.